Casal dobra 3 mil Tsurus para a celebração de casamento

Por Dan Fortes*

Reza a lenda que a Tsuru, ave sagrada no Japão, vive por até 1.000 anos e se uma pessoa dobra mil versões dela em papel, teria um desejo concedido. Foi com o pensamento firme no desejo que o casal de vipados Leonardo Kaippert Meira e Thiago Kaippert Meira dobrou mais de 500 Tsurus cada um para a cerimômia de casamento, e ainda envolveram amigos e familiares chegando ao número de 3.000 aves de papel dobradas.

A técnica oriental milenar de dobradura do papel, que não usa cola ou qualquer outro artifício, apenas habilidade, delicadeza e dedicação, foi o principal destaque desse casamento que aconteceu em 24 de setembro na Pousada Paraíso Açu, em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Leo nos conta que conheceu Thiago em julho de 2014 através de um grupo de amigos no Whatsapp, o pediu em namoro em agosto do mesmo ano e em casamento quase um ano depois, em 7 de junho de 2015. A distância entre São Paulo e Rio foi um desafio derrotado pela paixão e vontade dos dois de estarem juntos.

Confira as fotos do casamento impecável  e lindíssimo:

kaippert-meira-50 kaippert-meira-56 kaippert-meira-89 kaippert-meira-100 kaippert-meira-124 kaippert-meira-137 kaippert-meira-175 kaippert-meira-312 kaippert-meira-450 kaippert-meira-471 kaippert-meira-482 kaippert-meira-511 kaippert-meira-525 kaippert-meira-610 kaippert-meira-645
Créditos
Fotografia:
Mari Nunes Fotografia
Fernanda Nazaré Fotografia
Edição:
Fernanda Duque Fotografia
Beauty & Hair:
David Godoy
Produção e Vestimenta:
Marcelu Ferraz
Local:
Pousada Paraíso Açu

*Dan Fortes é relações públicas, empresário e colunista do Vipado

Fotos: Reproduções

2Respostas

  1. Maria da conceição Silva

    Eu estava lá, como madrinha. E confesso: Nunca vi e senti tanta harmonia, beleza e uma felicidade tão contagiante. Um momento mágico. lindo, único e tão inesquecível, que gdo vejo as fotos do casamento, a alegria e o orgulho, de ter feito parte deste momento. me invadem e eu me sinto novamente junto deles. Mto bom saber que o preconceito se torna menor,
    diante de um grande e verdadeiro amor.

    Responder
  2. Fernanda Nazaré Assis

    Olá!

    Eu fiz parte da equipe de fotografia do casamento e adorei a matéria! Eu gostaria apenas de fazer uma correção de digitação. A minha fotógrafa parceira nesse trabalho se chama Mari Nunes, e nos créditos está como Mani Munes Fotografia. Muito obrigada! Abs, Fernanda!

    Responder

Deixe uma Respostas

Seu endereço de email não será publicado.