Em processo de soft opening, a Galeria Marcelo Auge apresenta uma coletiva de 10 artistas em torno da ideia de Respiro. Mais nova galeria de arte contemporânea de São Paulo, o espaço abre as portas com obras que retratam ou inventam intervalos _físicos, espaciais ou psicológicos _ para um mundo marcado pelo excesso de informação e pela velocidade alucinante. Da natureza à arquitetura, do silêncio ao vão, a mostra reúne obras de Aecio Sarti, Allan Neuman Vaz , Arthur Peranovich, Cadu Úbeda, Douglas Damasceno, Eduardo Longman, Marco Rey, Neni Benavente, Paola Vianna e do próprio Marcelo Auge tendo na fotografia seu principal (mas não único) suporte.

Para a mostra, Auge une forças com o já renomado artista plástico Marco Rey, e juntos apresentam composição que promove uma intervenção com carvão em duas obras fotográficas. Cinco dos artistas assinam em conjunto a parede #shotoniphone que consiste em fine art apresentado por fotos produzidas com celular.

Respiro é sobre ar fresco. Sobre novos ventos que sopram nas formas de fazer, expor e comercializar arte.

Foto: Divulgação