Um dos problemas mais comuns com nossos pets é encontrar um cachorro com mau hálito. Muitos tutores acham que o forte odor é da natureza do cão e acabam não dando tanta atenção para esse problema. Contudo, o cheirinho desagradável que sai da boca dos pets pode indicar muito mais que o mau hálito. Ele pode ser sinal de doenças digestivas e gengivite.

Segundo o veterinário e fundador da rede Animal Place, Jorge Morais,  a falta de higiene bucal é a principal responsável pela formação desse incômodo, mas os tutores devem ficar atentos. “Para evitar o mau hálito é preciso manter a alimentação adequada, seguindo a orientação um profissional. Além disso, é necessário fazer o processo de escovação diariamente, utilizando creme dental e escovas específicos para cães”, comenta.

“O uso de produtos que podem ser diluídos na água também é recomendado, pois ajudam no combate à placa bacteriana, a precursora do tártaro”, completa. Dr. Morais ainda ressalta que é preciso ficar sempre atento aos odores, pois o mau hálito acarreta em acúmulo de resíduos que podem trazer doenças periodontais graves. “Se o problema persistir, o ideal é procurar um profissional para identificar a causa”, finaliza.

Foto: Reprodução