O ator Kevin Spacey irá fechar sua fundação no Reino Unido que incentiva jovens a entrarem no meio artístico. Segundo a Variety, o último dia de funcionamento do local será hoje, 28. O fechamento acontece meses depois que o ator foi acusado por assédio sexual.

A fundação emitiu um comunicado oficial sobre o fechamento: “Os diretos chegaram à conclusão de que o trabalho da Kevin Spacey Foundation UK não é mais viável. Gostaríamos de agradecer todos os nossos parceiros, artistas e organizações pelo ótimo trabalho que foi feito em associação com a fundação. Os diretores esperam que os objetos de nossa caridade sejam acolhidos por outras organizações”.

Em novembro de 2017, Kevin Spacey esteve em uma clínica de reabilitação para tratar seu vício em sexo, de acordo com o site Daily Mail. Desde então, o ator está afastado das redes sociais e projetos da carreira. A última publicação do ator no Twitter e no Instagram foi realizada nos dias 29 e 30 de outubro, quando Kevin se pronunciou sobre as acusações de assédio.

O serviço de streaming de vídeos Netflix, se posicionou logo depois que as acusações vieram a público. A plataforma demitiu o ator após a repercussão do caso de assédio, e informou em janeiro que o prejuízo envolvendo House of Cards, série em que Spacey era protagonista, foi de cerca de US$ 39 milhões (cerca de R$ 124 mil).

RELEMBRE O CASO

Depois da revelação do escândalo, a instituição britânica recebeu queixas de cerca de 20 alunos que afirmaram que também foram vítimas da conduta “inadequada” do então diretor artístico.

Kevin Spacey foi acusado em outubro do ano passado por seu companheiro de profissão Anthony Rapp de um caso de assédio sexual em 1986, quando a suposta vítima era menor de idade e tinha 14 anos, já Spacey com 26.

Parece que está primeira denúncia foi o estopim para que vários testemunhos, e inclusive trabalhadores e ex-empregados de “House of Cards”, apontaram que também tinham sofrido agressões e abusos sexuais por parte de Spacey durante a produção da série.

A denúncia de Rapp levou Spacey a admitir sua homossexualidade e assegurar que não lembrava do episódio do qual era acusava, ainda que tenha comentado que se realmente aconteceu, devia “as mais sinceras desculpas”.

Foto: Reprodução