Durante recém entrevista ao HuffPost Brasil, Mauro Sousa contou como é sua história com os quadrinhos criados por seu pai, Maurício de Sousa, como é trabalhar com um legado artístico, além de compartilhar como foi se entender como homossexual ― do bullying que sofreu na infância e de como a Turma da Mônica abraça as diferenças

 Mauro ressaltou durante à conversa que já estava com planos em criar um personagem que, a partir dele, temáticas LGBTs venham à tona.“Já está em nossos planos. Estamos conversando sobre isso e obviamente abordaremos questões LGBT em algum momento”, diz.
Sobre os comentários odiosos nas mídias sociais, Mauro afirmou.“Claro. Infelizmente, ainda existe muito preconceito, muita homofobia. Sabíamos que de alguma forma, essa repercussão também atingiria essas pessoas preconceituosas. E, de fato, atingiu. Tanto que eu e o Rafael também sofremos com muitos comentários homofóbicos, disse.
“Já existe há alguns anos um estudo da própria equipe [da Turma da Mônica], para a gente criar um personagem gay e de se ter mais diversidade nos nossos personagens. Só que ainda é muito inicial, mas está nos nossos planejamentos, nós estamos estudando, e isso é um fato, e eu tenho o prazer de dizer que isso vai acontecer”.
Foto: Reprodução