Foi convidado para um casamento gay? Não cometa gafes

Por Dan Fortes *

Foi convidado para um casamento de pessoas do mesmo sexo? E você nunca foi a nenhum? Muita atenção no que você vai falar! Que todo mundo é passível de cometer gafes em qualquer situação, a gente sabe, mas se podemos evitá-las é muito melhor, certo?

Então, aqui estão algumas dicas com perguntas que você não pode fazer e o que não deve falar:

1. Então, é um casamento de verdade? Se heterossexuais se casam de verdade, os gays deveriam se casar de brincadeira?

2. Quem vai esperar pelo outro? Esqueça aquela historinha tradicional de casamento que você está acostumado. Nas cerimônias homoafetivas tudo pode acontecer! Alguns entram com os seus pais, outros entram juntos, outros entram com padrinhos…e não há regras para isso.

3. Por que a sua família não está aqui? A família de um dos noivos pode não estar presente no casamento por diversos motivos, mas um dos principais é a não aceitação desse momento, ou da sexualidade dele, sendo contra o casamento. Você não vai querer tocar nessa ferida no dia mais feliz da vida da pessoa, né?

4. Só vai tocar música gay, né? Quero dançar muito! Atenção: Não é o show da Madonna, não é a Parada Gay, você não está indo para uma balada, isso é um casamento. Tudo bem que os casamentos homossexuais costumam ser realmente animados, mas não vá achando que só vai tocar Beyoncé, Britney e Lady GaGa. Esqueça esses estereótipos, gays gostam, ouvem e dançam músicas variadas como qualquer outra pessoa.

5. Como e quando vocês terão filhos? Essa é uma pergunta que não se deve fazer a ninguém, independentemente da sexualidade. Há muitas maneiras de um casal gay ter filhos e eles podem ter quando bem entenderem, mas isso só diz respeito ao casal. E se eles não quiserem ter filhos nunca, qual o problema? Nada de indiscrições desse tipo durante o casamento, ok?

6. Espero que vocês não sofram muito preconceito. Gente, é um casamento, ninguém quer ouvir falar de um assunto desse nível no dia mais feliz da sua vida. É lógico que o preconceito existe, mas o dia do casamento, definitivamente, não é o momento adequado para falar sobre isso.

7. Parabéns! Eu apoio muito sua orientação sexual! Pense o seguinte: o que tem a ver felicitar um casal pelo seu casamento e falar sobre a sua orientação sexual na mesma frase? O que importa naquele momento é o casamento, a felicidade do casal por estarem juntos, não faz a menor diferença se é um casal gay ou não.

*Dan Fortes é relações públicas, empresário e colunista do Vipado

Foto: Reprodução

Com Resposta

  1. Lyan K. L.

    Tem algumas pessoas que, infelizmente, não tem uma boa noção de sensibilidade (e não me refiro somente às questões LGBT’s). Às vezes falam até para serem “engraçados”, mas esquecem que isso pode ser doloroso ou, no mínimo, inconveniente.

    Gostei do post =) Espero que ajude algumas pessoas a refletir ❤

    Responder

Deixe uma Respostas

Seu endereço de email não será publicado.