Madonna foi a grande atração a se apresentar na final do Eurovision, concurso de música em que cada país europeu manda um representante, que aconteceu no último sábado,18, em Tel Aviv, Israel. Depois de todas as apresentações dos concorrentes, a diva pop subiu ao palco para cantar o clássico Like a Prayer e Future, música de seu novo disco, Madame X, que será lançado no dia 14 de junho.

Enquanto ela cantava Future, dois de seus dançarinos que usavam bandeiras de Israel e da Palestina coladas nas costas andaram abraçados pelo palco pouco antes da cantora encerrar o show com um grande “wake up” [acordem] estampado no telão. Contudo, teve gente que não gostou da atitude da rainha do pop. Uma delas foi a ministra israelense da Cultura, Miri Regev, que considerou um “erro” os dançarinos de Madonna exibirem bandeiras palestinas nas costas durante sua apresentação na final do concurso Eurovision. “Foi um erro, não se pode misturar política com um evento cultural, com todo o respeito que devo a Madonna”, disse Regev ao conselho semanal de ministros.

Confira a apresentação:

Foto: Reprodução