Se você é gay, pode colocar o México entre seus destinos de viagem para 2018. Sabe o motivo? O país promete focar o máximo possível seus investimentos em turismo para os LGBTs. A informação foi divulgada pela diretoria do Conselho de Promoção Turística do México, que afirmou que apesar de ainda manterem os investimentos com foco no segmento mice, romance, luxo, sol e praia, em 2018, os LGBTs saem da promoção de luxo e passam a ter ações específicas no segmento.

“Nós estamos abrindo a direção de turismo LGBT, mas com o foco no público final. Queremos mostrar o México sofisticado com ações específicas, estamos pensando até em um espaço na Parada Gay. O México já está tendo treinamento de sensibilização e comportamento em algumas áreas de turismo e para nós já faz parte da integração do produto”, explica a diretora da CPTM, Diana Pomar.

Somente em 2017, houve um aumento de 23% de brasileiros visitando o país em relação ao ano passado. Segundo Diana, o CPTM enxerga o momento como uma oportunidade para mostrar outros pontos do México que podem ser explorados.

“O brasileiro gosta do visual, das praias do Caribe, do povo mexicano, mas o que desejamos é abrir este interesse, este olhar do brasileiro para ter outras experiências e não ficar só na praia. Queremos que eles tenham a oportunidade de mergulhar em um Cenote Sagrado Maia, conhecer os grandes impérios maias, as áreas de pirâmides, as áreas arqueológicas, degustar pratos mexicanos milenares, vivenciar o dia dia do povo mexicano. São mais  de 200 milhões brasileiros e  30 milhões com potencial de compra, mas não sabemos exatamente quem são essas pessoas, vamos estudar para atingir essas tribos com produtos que transformem o jeito de viajar”, revelou.
Segundo a CTPM, o tempo médio de cada brasileiro no país é de nove dias com um gasto de US$ 1,755 de despesas e a estimativa para 2018 é que o número aumente de 10 a 12% de brasileiros em relação a este ano.

Programa-se para visitar os mexicanos!

Foto: Reprodução